Por um final de semana tranquilo

foto1

Como um típico morador da cidade, paulistano ou não, você deve ter um dia a dia estressante e corrido na Pauliceia. A cidade tem um ritmo frenético mesmo e para acompanhá-la é preciso se adaptar, abrindo mão dos almoços-eventos e do papo sem pressa com as amigas.

Para compensar essa vida a toque de caixa, você precisa tornar o seu final de semana um momento sagrado e tranquilo e isso não significa necessariamente ir até um templo budista. Mas até que pode ser uma boa ideia.

O Templo budista em questão fica no município de Cotia, a apenas 40 minutos da capital. É o maior da América do Sul e faz você se sentir em um cenário de um filme oriental. Seu projeto foi inspirado no estilo arquitetônico oriental dos palácios da Dinastia Tang e foi desenvolvido em conjunto por arquitetos chineses, taiwaneses, japoneses e brasileiros. As obras foram concluídas em outubro de 2003, e desde então o templo se dedica a solidificar e nacionalizar os princípios do Budismo no Brasil.

Logo na entrada, Budas e Arhats dão as boas-vindas aos visitantes. A diferença entre eles é que o Buda alcança a iluminação por si mesmo, enquanto o Arhat atinge a iluminação seguindo os ensinamentos de outros.

foto2foto309fotobuda

Depois de passar pelos Budas e Arhats e subir as escadarias, chega-se ao templo propriamente dito. Ao fundo está a Sala do Grande Herói onde você pode entrar para meditar, se estiver em sintonia com as regras de etiqueta exigidas pelo local. Portanto, nada de decote, regata ou chinelo.

No complexo há também diversas outras salas para meditação, um museu sobre a filosofia budista, um lindo jardim zen com um lago repleto de carpas, uma cafeteria e um restaurante vegetariano. Independente de qual seja sua religião, vale a pena passar uma manhã ou uma tarde no local.

O templo emana uma energia diferente que te deixa mais leve e também em paz. Ideal para aprender um pouco mais sobre o Budismo e, quem sabe, começar a colocar em prática seus ensinamentos no dia a dia. Isso, claro, se a frenética São Paulo permitir.

foto52124

Templo Zu Lai: Estrada Municipal Fernando Nobre, 1461 (Km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares). Horário: 3ª a 6ª feira, das 12h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 17h. Como chegar: É possível ir de ônibus regular, mas não recomendo. O ônibus é o “Pinheiros-Cotia” que passa na Praça Waldemar Ortiz (atrás da estação Butantã do metrô). Não recomendo porque a descida além de ser no acostamento da Rodovia Raposo Tavares, ainda é preciso caminhar muito até o templo. O jeito mais legal e seguro de chegar, pra quem não tem carro, é através da linha de ônibus subsidiada pelo próprio templo. A partida é feita na Rua Dr. Rodrigo Silva ao lado da loja Ikesaki, próximo a Estação Liberdade do metrô, às 8h30 (somente aos domingos). A volta é às 16h a um custo de R$10,00/pessoa ida e volta. A entrada no templo é gratuita. Mais detalhes aqui: http://www.templozulai.org.br/

Matéria publicada no São Paulo Times, dia 14.08.14.

Anúncios

Um comentário sobre “Por um final de semana tranquilo

  1. Gente, eu fui no Zu Lai ano passado e amei! É um lugar muito tranquilo, parece que a paz emana no ar. Mesmo pra quem tem outras religiões é uma ótima visita, amo o estilo de vida deles. O laguinho atrás do templo é um lugar ótimo pra meditar, ouvir os sons da água e repensar a sua vida. Super recomendo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s