Janelas da Pauliceia

06-copy

Depois de quase dois anos morando na Pauliceia, ainda me perguntam, incrédulos, como é possível eu amar essa cidade. Para os nascidos no Rio, isso é impossível. A maior cidade do Brasil não possui praia, biscoito Globo, nem quiosques à beira mar. Também não possui nenhum visual deslumbrante daqueles capazes de impressionar até os mais “insensíveis”.

Mas se você vem de outro lugar, não caia no erro de querer achar a sua cidade na Pauliceia. São Paulo pode oferecer muito mais do que você já viu por aí, basta estar de coração aberto e olhos bem atentos.

As coisas mais interessantes de uma cidade nem sempre figuram as listas “the best of“. Muitas vezes, aparecem camufladas. Exemplo disso é o “Esparrama pela Janela”. Trata-se de um respiro; uma fresta de arte no meio do caos, barulho e poluição da cidade grande. Um verdadeiro alívio!

O achado ocorreu durante uma feirinha gastronômica. Caminhando pelo Minhocão (Elevado Costa e Silva), indo ao encontro das foodtrucks, acabei passando por uma janela com o seguinte dizer: “Esparrama pela Janela. Próxima sessão: dia 01/06, às 16h”. Fiquei curiosa com a mensagem e no dia e hora marcados, lá fui eu conferir.

O trecho do Minhocão, de frente para a janela, já estava cheio quando cheguei. E a brisa que soprava surpreendentemente forte (Lembre-se de que sou carioca, então minha descrição do tempo frio às vezes é um pouco exagerada) não serviu de empecilho para as dezenas de pessoas que já se encontravam sentadas.

04-copy05-copy10-copy

O espetáculo é encenado ali mesmo, na janela de um edifício da rua Amaral Gurgel. Com 45 minutos de duração, conta a história de um morador que cansado de conviver com o barulho e poluição que entram diariamente por sua janela, resolve transformar o caos em música e poesia. O palco? Não poderia ser outro.

Logo no começo do espetáculo, os batentes da janela são trocados por outros mais lúdicos e uma floreira é instalada. Na sequência, aparecem os personagens, como uma família de monstros, um seresteiro gigante e uma princesa no melhor estilo “Rapunzel, jogue suas tranças”. E com todas essas figuras fantásticas, a uma distância de apenas 7 m, é impossível não se deixar render por esse cantinho da Pauliceia. Vale a pena conferir!

08-copy12-copy13-copy14-copy

P.S 1: O Projeto Janelas do Minhocão, do Grupo Esparrama, foi selecionado recentemente para o Projeto Rumos Itaú Cultural. Com isso, o Minhocão ganhará uma nova temporada do Esparrama pela Janela, além da montagem de um novo espetáculo. Para saber quando a janela se abrirá, fique de olho na página do grupo no Facebook (facebook.com/esparrama).

P.S 2: Aos amigos cariocas: sim, é possível amar Essepê!

Matéria publicada no São Paulo Times, dia 19.06.14.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s